13 de fevereiro de 2010

Num otimismo impressionante

Há exatos um ano e um mês eu comecei a trabalhar no meu primeiro emprego depois de formada. E hoje eu entrei de férias. Minhas primeiras férias. Momento especial.
E nesses 30 dias de liberdade total eu vou fazer o que eu mais gosto: viajar.
Minha alma é de viajante, não tem jeito. Eu sinto que há momentos na vida em que eu preciso sair do meu mundinho próprio e preciso olhar para a minha própria vida de longe. Assim, posso me perguntar: Estou fazendo o melhor que posso? É isso o que eu realmente quero? O que é preciso mudar? Essas respostas precisam ser respondidas. E a única maneira que eu conheço para isso é viajando para o mais longe possível.(i.e. Japão 2002)
Uma amiga minha foi fazer intercâmbio em Portugal em setembro de 2009. Desde então planejava fazer um mochilão pela Europa. Me chamou para ir junto, e eu achei loucura demais. Então combinamos de nos encontrar em uma das cidades, apenas. Escolhemos Londres. Depois, iremos com ela a Portugal, e depois voltamos, ele e eu, ao Brasil.
Depois, irei sozinha ao Missouri, EUA. Depois de 10 anos do intercâmbio, finalmente vou visitar a minha família. Algo que gostaria de ter feito há anos. Algo assim, inadiável.
É isso. Vou viajar para sentir a vida pulsando. O espírito já anda agitado, num otimismo impressionante. Espero voltar de cada um dos lugares fascinada, cheia de idéias e com o espírito rejuvenescido. Se der, eu posto de lá!

Marcadores: , , ,

1 Comments:

At 7:59 PM, Blogger Paulo Galvez said...

Essas perguntas eu nunca consegui responder, minha cara amiga. Tudo bem com você?

 

Postar um comentário

<< Home