29 de julho de 2006

Chuva

Chuva, cheiro de mato, doce como o cheiro beterraba sendo cozinhada na pressão, invadindo os cômodos da casa numa tarde qualquer. Umidade envolvendo o corpo e restaurando a pobre pele ressecada. Poças d'água. Crianças pisando forte com os dois pés juntos fazendo a água espirrar livremente, como tinta num quadro à la Pollock. Depois de semana de muito sol e nenhuma chuva, espirros, alergias, descobri que amo uma chuva, sensação de final feliz no cinema, alívio da plantação. Desde que eu possa ir pra casa me secar depois.

4 Comments:

At 11:18 AM, Anonymous regina said...

Muito lindo...mas continuo detestando chuva (frio então...pra q serve?!)
bjos (e agasalhe-se!)
Re

 
At 3:38 PM, Anonymous Paulinha said...

Que lindo!!!!
bjos enormes!
Paulinha

 
At 3:41 PM, Anonymous  said...

hahahaa ótimo o comentário da minha tia. Mas enfim...eu tb adoro chuva. Foi num dia extremamente chuvoso que eu conheci o meu amor. E ele sempre canta para mim uma música dos Los Hermanos que diz " a chuva quer é trazer vc pra miiim...". ai ai...

 
At 9:13 PM, Blogger 999 said...

gostoso de ler.
chuva não gosto. nem dentro de casa.

 

Postar um comentário

<< Home