25 de março de 2007

Leve sábado de manhã

(escrito no dia 24/03, depois do almoço)

Gosto de cozinhar em casa sozinha como pretexto para ligar o velho rádio-relógio que fica na beira da pia, e que geralmente só é ligado pela minha mãe, no jornal Primeira Hora, da rádio Bandeirantes. Aí eu mudo pra f.m. e procuro alguma rádio de rock, das poucas que restaram, e ouço músicas sem ter que escolhê-las no winamp (preguiça). Gosto disso, ouvir músicas inesperadas, músicas novas, velhas, gostá-las ou não. Afinal, já não ouço tanto rádio e não sei qual é a programação. Às vezes dá certo, e às vezes só consigo ouvir músicas tolas, como Pitty.
E nesse sábado ao fazer o almoço de muita sorte. Só tocou músicas velhas, digo, de 5 anos atrás. Time Bomb (Rancid), What a wonderful world (versão Joey Ramone), Higher (Creed) Supergrass, Oasis, U2, etc.
the colors of the rainbow, so pretty in the sky are also on the faces of people passing by I see friends shaking hands, saying, "how do you do?" they're really saying, "I love you"

O rock é educativo. Com ele aprendi inglês, aprendi a ser gente, e ao passo que descobri as músicas certas (pra mim) fui deixando minhas outras preferências "status quo" e me enveredando pelos caminhos que estou hoje seguindo, ou seja, um caminho levemente alternativo. Já amei mais o rock, e minhas preferências musicais evoluíram daquela época. Mas que saudades senti de tudo isso ao ouvir o rádio esta manhã.

2 Comments:

At 12:02 PM, Blogger Fernanda Tsuji said...

Sim...entendo perfeitamente.
Nada mais a dizer.

 
At 1:09 AM, Blogger 999 said...

também aprendi inglês.

 

Postar um comentário

<< Home