11 de agosto de 2006

Anti-social

Eu cheguei a uma conclusão bem pertinente (capciosa). Eis: As pessoas, isto é, a massa humana ao meu redor, me cansam! E me estressam! Afinal, para que servem pessoas (no coletivo)? Pra lotar os ônibus, me deixar em pé, pra falar alto sobre assuntos sempre muito ruins no meu ouvido (e os ônibus da USP são os piores nesse sentido), e assim não me deixar nem ao menos abstraí-las mentalmente, e fora dos ônibus são uma péssima paisagem pra se ver, além de se amontoarem nos pontos de ônibus e invadirem as ruas, me causando quase pânico. Também esfregam sovacos molhados nos nossos braços, e bundas nas nossas bundas, mochilas enormes nos nossos ombros (nessa eu me incluo), e cabelos nos nossos rostos. Enfim, amigos, a lista é infindável. Quando vejo o cobrador com aquela cara de suco tenho vontade de passar a mão na sua cabeça e dizer "tsc tsc.. pobre garoto..., a vida anda péssima pra vocês cobradores de onibus..." Porque realmente é cansativo fisica/mentalmente. Alguém já viu aquele filme, Extermínio(28 days later)? hahahaha. Um que quase toda a humanidade morre atacada por uma espécie de macaco selvagem que foge de um centro de pesquisa, e começa a morder as pessoas. Aí o lindo Cilian Murphy, antes hospitalizado, acorda e anda por Londres inteira e vazia, num fim de tarde espetacular, céu cor de vanilla, lilás e rosa. Era o meu desejo naquele momento. Ou então outro filme, o Jimmy Bolha, hahahaha, seria bom se as pessoas andassem todas em bolhas na rua. E só saíssem dela quando realmente quisessem, quando encontrassem alguém ou algo desejado. Todo mundo deveria andar em bolhas. E só nos finais de semana tirariam para se misturar na muvuca mesmo. Que às vezes é bom, mas não é legal durante o percurso pra casa, ou no meu caso, pra faculdade. Sorte que pelo menos na volta eu tenho carona, numa bolha chamada carro, com duas ou três pessoas agradáveis, hahaha.

Meu objetivo:















Extermínio:

8 Comments:

At 2:40 PM, Anonymous regina said...

Fiquei imaginando os cachorros passeando dentro de bolhas. Seria o uó, imagine, fazendo xixi e cocô dentro das bolhas, huahuahua!!! O Quincy então...
bjos, Re

 
At 5:43 PM, Anonymous Paulinha said...

Eu quero uma bolha dessas !!!
Bjos
Paulinha

 
At 10:04 AM, Blogger 999 said...

já tive uma época em que sonhava em viver numa bolha. sério.
flutuando por aíii. (tem alguma música do cachorro grande que falava isso e eu ficava ouvindo direto).

 
At 5:04 PM, Blogger Larissa said...

o quincy nao ia caber na bolha, tadinhoooo!

 
At 8:01 PM, Anonymous  said...

Tem dias em que eu não suporto escutar o blablabla das pessoas, porque geralmente é tão vazio que começa a consumir meu cérebro até ele virar um repolho gigante. Mas por outro lado, tem dias em que eu gosto de ficar escutando conversas alheias e fragmentos de vidas. Somos contraditórios, incompletos e variáveis.
A parte do sovaco é nojenta. Eu tenho nojo de cheiros, especialmente. Enfim, sou uma anti-social otimista.
beijos e obrigada pelos elogios felizes, sempre bem-vindos.

 
At 8:01 PM, Anonymous  said...

coitado do Quincy, do jeito que é atrapalhado, iria ficar rolando rolando rolando dentro da bolha! hahaha

 
At 12:28 AM, Blogger 999 said...

dei um jeito no layout.
agora dá pra ler denovo. ahha

 
At 7:20 PM, Blogger Paulo Galvez said...

Hehe. Você é engraçada. Concordo. Gente me cansa. Pra caramba.

 

Postar um comentário

<< Home