28 de maio de 2006

Amo,amo,amo... meu domingo de Belchior
















No centro da sala diante da mesa
No fundo do prato comida e tristeza
A gente se olha, se toca e se cala
E se desentende no instante em que fala
Cada um guarda mais o seu segredo
...
"Vida, pisa devagar Meu coração cuidado é frágil; Meu coração é como vidro, como um beijo de novela" Meu bem, talvez você possa compreender a minha solidão. O meu som, e a minha fúria e essa pressa de viver. E esse jeito de deixar sempre de lado a certeza. E arriscar tudo de novo com paixão. Andar caminho errado pela simples alegria de ser. Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo

4 Comments:

At 1:29 PM, Anonymous  said...

Belchior é o que há de brega legal. Puxa, ele é tão cafona, que consegue ser cult. Fora que as letras dele me tocam muito. Mesmo...ahhh te contei que ele é gay? Pois é. Acho que a gente tem essa coisa de ficar se voltar a se comunicar de tempos em tempos por meios escritos, né? Foram os e-mails, depois as cartas, agora os scraps. Lembra quando você fazia envelopes legais para me mandar lá dos EUA? hahahaha....aii....desculpe...fiquei saudosista...

 
At 12:56 AM, Blogger 999 said...

nunca parei pra ouvir belchior.
acho que teve show dele ontem aqui em curitiba.

 
At 1:04 AM, Blogger 999 said...

ah, roubei sua definição de hobby pra postar no polegar opositor. há.

 
At 2:18 AM, Blogger 999 said...

sério q eu reclamo demais? fiquei encucada agora.

 

Postar um comentário

<< Home