28 de outubro de 2006

A sutileza de um filme de amor



No fim de um sábado muito bonito por fora e recluso-esquisito por dentro, eu penso que o melhor que fiz hoje foi assistir de novo Antes do Pôr-do-Sol. No meio do filme me toquei que minha mãe está em Paris agora, e enquanto aqui era uma da tarde, lá era fim de tarde, a little before, or a little after sunset. Enquanto eu via o rio Reno e a Igreja Sacre Cour na TV, ela podia estar vendo o mesmo ao vivo. Porém, sem o Ethan Hawke. Pois então, tirando essa coincidência, eu amo muito esse filme. Se eu fosse um filme, seria este, sem tirar nem por. Não chega a ser romântico-meloso, mas tem um romantismo lindo, inabalável, misturado ao realismo e frustração que os personagens sentem. A conversa é tão natural, é fácil você se identificar com eles (sou mais parecida com o Jesse, não com a neurótica Celine).
Um filme de amor sem cenas de beijo, nem de sexo, no máximo um único abraço, mas que consegue expressar a emoção e a intimidade de um casal que se reencontra 9 anos depois de terem se perdido.
Aquele momento, aquela tarde é tão perfeita que irá ficar pra sempre revivendo no pensamento deles. Momentos raros na vida, como se você vivesse a vida inteira só para passar aquela tarde, naquela hora e naquele lugar, com aquela pessoa.
Acho que já tive alguns momentos-destino como esse. Just hope to have some more.

3 Comments:

At 1:30 AM, Blogger 999 said...

Ah. Estava precisando de uma indicação de filme. Vou ver se acho pra baixar aqui.

O meu filme de amor favorito de todos os tempos é 9 songs hahaha.

 
At 11:02 AM, Blogger Larissa said...

Então, esse filme é continuação de um outro, o Antes do Amanhecer. Vê se você consegue achar o primeiro também. Aí o segundo fará mais sentido :). O primeiro é ótimo também, mas eu gosto mais do segundo.

 
At 3:10 PM, Anonymous  said...

UM dos meus preferidos também.

 

Postar um comentário

<< Home